Topo

Alunos entregam “cartas de ânimo” para pacientes oncológicos

Ação foi promovida pelo Colégio Adventista de Itabuna em parceria com a Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Por Evellin Fagundes

Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar (INCA), de 2012 a 2018 o índice de casos de câncer no mundo aumentou 28%. No Brasil, a estimativa para 2019 é que 600 mil novas ocorrências sejam registradas. Como forma de conscientizar a população sobre a necessidade da prevenção e acompanhamento, foi criado o Dia Mundial do Câncer, lembrado em 4 de fevereiro.

De olho nisso, alunos do 3º ano do ensino médio do Colégio Adventista da cidade de Itabuna (CADI) aproveitaram a data para entregar cartas escritas por eles mesmos aos pacientes oncológicos da Santa Casa de Misericórdia da cidade, que atende mais de 100 municípios da região.

As cartas continham mensagens de motivação. “Mesmo estando difícil, tenha fé, confie em Deus e tenha pensamento positivo. Eu e Deus estamos ao seu lado, querendo sempre o seu melhor”. Este é o trecho da carta que Irene da Conceição recebeu. Ela faz o tratamento de um câncer de fígado há quatro anos e diz ter apreciado o presente. “Eu gosto muito quando aparece alguém diferente pra conversar com a gente. Fico muito feliz”, conta Irene.

Gratidão

Segundo a psicóloga Zane Regly, que acompanhou a atividade, os efeitos desta ação são benéficos para os pacientes. “Quando o paciente se depara com jovens que tiraram um tempo e foram até eles para demonstrarem amor e afeto, mesmo sem ter nenhum vínculo sanguíneo ou afetivo anterior, dá a essa pessoa uma esperança maior, um olhar de que ele é visto, é lembrado. Pudemos ver alguns sorrisos, mesmo dos que estavam tão centrados no tratamento”, completa.

Segundo o professor de Sociologia e capelão do CADI, Jefferson Lopes, a atividade foi pensada com o objetivo de trazer algumas lições para os alunos, entre elas, exercitar a solidariedade. “Queríamos dar oportunidade aos alunos para que eles participassem de alguma ação social fora da escola. Nesta ocasião puderam demonstrar solidariedade escrevendo e falando para outras pessoas que elas não estavam sozinhas”, pontua Lopes, idealizador do projeto, que foi chamado de “Cartas de Ânimo”.

Gabrielle Alencar, umas das alunas, ficou feliz por ter participado da atividade e ter contribuído positivamente com o dia dos pacientes. “Incrível como com tão pouco a gente pode gerar um sorriso em alguém”, falou a adolescente.

Para o médico oncologista Eduardo Kowalski Neto, ter datas e iniciativas que relembrem a importância da prevenção e acompanhamento de quem enfrenta a doença é uma política importante. “Essas medidas tendem a envolver a sociedade no tratamento do câncer e é fundamental para as pessoas que têm. Ajuda, principalmente, a vencer o preconceito”, reforça.

Assista a reportagem:

 

Compartilhar
Educação Adventista
Sem comentários
Adicionar comentário
Name*
Email*
Website