Topo

Quebrando o silêncio

Estudantes e educadores de 870 Escolas Adventistas na América do Sul estão envolvidos com o projeto Quebrando o Silêncio, que neste ano enfatiza o combate à violência sexual. Cada uma das unidades escolares está desenvolvendo atividades com objetivo de disseminar e discutir o assunto. Entre as ações está a realização de palestras, passeatas e a distribuição de revistas e panfletos.

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 70% das vítimas de crime sexual são crianças e adolescentes. Dos agressores, 24% são pais ou padrastos e 32% são amigos ou conhecidos das vítimas. Quando se trata de vítimas adultas, em 60,5% dos casos, as agressões são praticadas por desconhecidos.

Desde 2002 a Igreja Adventista do Sétimo Dia realiza o projeto Quebrando o Silêncio e conta com o apoio ativo de sua rede de escolas. “Nosso trabalho educacional consiste em mobilizar nossa rede de igrejas, escolas e voluntários para ajudar a conscientizar pessoas sobre os riscos enormes que o estupro provoca na vida das pessoas. Sem falar que, evidentemente, trata-se de crime e precisa ser denunciado como tal. Nossa campanha é um permanente alerta para que as pessoas não sufoquem o grito de dor que sentem por conta de algum tipo de abuso sexual”, afirma a coordenadora sul-americana do Quebrando o Silêncio, Marli Peyerl.

 

Fonte: quebrandoosilencio.org

 

Veja algumas fotos de Escolas Adventistas que desenvolveram o projeto:

 

 

CPB Educacional
Sem comentários
Adicionar comentário
Name*
Email*
Website