Topo

Especialmente para adultos

Você sabe o que é Andragogia? Esta pode ser uma palavra diferente ou até desconhecida de muitos. Na verdade, este é um estudo sobre o processo de ensino e aprendizagem voltado aos adultos.

“O termo Andragogia não é tão recente, entretanto, ele tem ganhado mais força nos últimos 20 anos porque a quantidade de adultos que se colocam na condição de aprendizes, seja em avaliações, seja em educação formal superior, tem aumentado consideravelmente no mundo e principalmente no Brasil. O que se pretende ao ser cunhado o termo Andragogia é que a formação do adulto aconteça de forma especifica para ele”, comenta Leandro de Menezes, especialista em docência para educação à distância e coordenador do Núcleo de Tecnologia Educacionais da Faculdade Adventista da Bahia.

O professor ainda explica que atualmente os métodos de ensino utilizados no País se baseiam na pedagogia – técnicas de aprendizagem ideais para crianças e adolescentes. Porém, a Andragogia propõe uma linguagem específica para os adultos. Com isso, a intenção é que com o tempo a Andragogia ganhe espaço onde hoje se aplica apenas a pedagogia. “O adulto é um sujeito que se diferencia das crianças, porque tem uma experiência de vida mais longa, e essa experiência precisa ser levada em consideração nos momentos de aprendizagem. Desta forma, as metodologias utilizadas precisam ser diferenciadas. A Andragogia tenta aproximar o conteúdo da real aprendizagem do adulto”, afirma Leandro.

É importante ressaltar que todo este processo não anula a pedagogia. Não significa que “todas as metodologias e formatos da pedagogia não consigam dar conta dos adultos, e sim que agora existe um formato para eles. Assim, pode-se utilizar as ferramentas que a pedagogia já utiliza para ser um complemento. O fato é que precisamos pensar o ensino do adulto desde o formato da sala, a relação de proximidade que se constrói entre professor e aluno e entre aluno e conteúdo e metodologia de ensino”, destaca o professor.

Apesar desta contribuição, o Brasil não oferece atualmente uma especialização sobre o assunto, para que aos poucos este método seja inserido no meio. Existem apenas inciativas pontuais como discussões e leituras sobre o assunto, mas não um curso específico sobre o tema. Por exemplo, quem faz pós-graduação sobre Ensino à Distância em algum momento lerá sobre Andragogia, mas não estudará prioritariamente isto.

Por conta disso, a Faculdade Adventista da Bahia (FADBA) em parceria com o Instituto Adventista Paranaense (IAP) abre em 2018 a pós-graduação em Andragogia, considerada pioneira no País. A grande prioridade é a especialização à distância, embora ofereça presencialmente também.

Durante todo o processo, o aluno terá um tutor para acompanhamento. Em apenas um momento será necessário o aluno comparecer a uma escola adventista mais próxima, que será o seu polo, para realizar uma avaliação e apresentar o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Engana-se quem acha que a modalidade só é voltada aos que lecionam. Leandro garante que a discussão engloba outras profissões, partindo do pressuposto de que o aluno está exposto a aprendizagem em diversos espaços, não apenas em ambiente formal.

 

 

Imagem: Feel Good Studio/Fotolia
Compartilhar
Jéssica Guidolin

Formada em Jornalismo e pós-graduada em Comunicação e Marketing. Trabalha como assessora de comunicação na sede da Igreja Adventista para o Sul do Brasil.

Sem comentários
Adicionar comentário
Name*
Email*
Website