Topo

Cartografia infantil

Ler mapas, entendê-los ou até associá-los com atividades do dia a dia não é fácil para as crianças, principalmente as crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Por esse motivo, sem a orientação e trabalho devido elas acabam não se apropriando e não relacionando o desenho, as imagens ao espaço físico no qual estão inseridas.

Quando pensamos em mapas, nós adultos visualizamos imagens, fotografias aéreas, medidas de distância, pontos cardeais entre outros aspectos. Porém, as crianças desenham mapas com elementos do seu próprio mundo, com cores, formas e muita diversidade.

As crianças apresentam dificuldades em traçar as linhas inclinadas, perpendiculares, oblíquas, principalmente se elas tentam representar uma imagem vista de cima, pois essa não é uma vista habitual para ela. Cartografia é o ensino de diversas formas de representação espacial, sendo o mapa um meio para auxiliar as crianças na compreensão da organização espacial, inclusive na organização espacial da sociedade.

O incentivo e auxílio ao aluno a essa leitura merecem atenção assim como o ato de escrever e fazer cálculos. Sabendo que Geografia é uma ciência que se preocupa com a organização do espaço, o mapa é utilizado tanto para a investigação quanto para a constatação de seus dados. Portanto, o mapa é de suma importância para que todos se interessem por deslocamentos, pela compreensão da distribuição e organização dos espaços, e possam se informar e se utilizar desse modelo.

Então, como iniciar o estudo da cartografia?

Começando na Educação Infantil com a lateralidade:

  • Frente
  • Atrás
  • Em cima (acima)
  • Embaixo (abaixo)
  • À direita
  • À esquerda
  • Dentro e fora

O professor pode se valer de inúmeras brincadeiras para utilizar os comandos acima citados como: Morto-Vivo, trocando as palavras para: encima, embaixo, para frente, para trás. Contornando o corpo do colega com giz no pátio ou em papel kraft e depois desenhar as partes do corpo representando suas características e muito mais.

O que não pode faltar é muita criatividade do professor! Mãos à obra!

 

 

 

Imagem: Lorelyn Medina/Fotolia
Raquel Pierini Lopes dos Santos

Mestre em Educação pela UNIMEP Piracicaba (2015). Possui pós-graduação em Inclusão Social/Educação Especial pela Universidade UNASP campus Engenheiro Coelho (2011), graduação em Pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil (2011) e graduação em Tecnólogo em Informática - Faculdades Integradas do Tapajós (2000). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino-Aprendizagem e práticas pedagógicas. Exerceu a função de tutora no ensino EAD no Centro Universitário Adventista São Paulo. Bolsista CAPES no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). Atualmente exerce a função de Professora Universitária, Coordenadora de área (PIBID) do curso de Pedagogia do UNASP-EC e como redatora técnico-pedagógico da revista Escola Adventista.

Sem comentários
Adicionar comentário
Name*
Email*
Website